Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Perfil de Alessandra

"O mais fantástico da vida é estar com alguém que sabe fazer de um pequeno instante um grande momento"
...
"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito, nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos, nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento."
(Oscar Wilde)

EXIGENTE DEMAIS, VIU!
AFFF...

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A Outra Vida - Iduarth






Quando em vida, você foi o que não era
e o que era, insistiu não revelar
tudo era o que se pode desejar.
Longa e sofrida foi a singular espera
de um milagre glorioso acontecer
para todos que lhe amavam,
 para mim, para você


E bem depois da espera sem limites
não mais ficou oculto o que era em vida
pois da espera muito longa e sofrida
e da vida atribulada, você enfim desiste.
E da outra vida, tudo vem se revelar
 o que antes era oculto hoje é luz a cintilar ...


Iduarth, l3 de agosto de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

"QUANDO TE DOMINA O CANSAÇO"


Esta música é da compositora Irmã Mirian, religiosa, e tem uma história bonita e verdadeira.
Ela estava fora do Brasil, num país distante situado na Europa. Em dado momento sentindo-se desanimada, cansada e só, sentou-se à beira do caminho; lembrando-se de uma passagem bíblica, veio a inspiração para esta linda melodia.
   
Nessas situações, creio que há dois tipos de pessoas; aquelas como a irmã Mirian, (a qual tive o prazer de vê-la pessoalmente  numa apresentação)   que não se entregam ao primeiro momento de dificuldades, pois alimentam o espírito com orações, fé, esperança...  e as outras; pessimistas, amargas, que se entregam ao desânimo, e desistem da caminhada ou se entregam ao desespero quando se deparam com os obstáculos da vida no primeiro momento.

Até breve!

VALE A PENA VER E OUVIR ESTE VÍDEO!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

FALA - NEY MATO GROSSO



Sabe o que eu quero de verdade?
Jamais perder a sensibilidade, mesmo que as vezes ela arranhe um pouco a alma; porque sem ela, não poderia sentir a mim mesma. (Clarisse Lispector)

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Carlos Drummond de Andrade

Nasceu em Itabira, Minas Gerais. (1902 - 1987) .
Foi cronista, contista e tradutor; jornalista, professor, funcionário público. Entre suas obras de maior destaque, algumas poesias: Sentimento do mundo, A rosa do povo, A um Ausente, José, No meio do Caminho...
Penetra surdamente no reino das palavras, pois é nele que se encontra
a vida e a obra de um dos maiores poetas da língua portuguesa.
Drummond de Andrade, o homem que libertou o verso de suas amarras,
mas cujo maior talento era a humildade diante da palavra.

Várias obras do poeta foram traduzidas para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, sueco, tcheco e outras línguas. Drummond foi seguramente, por muitas décadas, o poeta mais influente da literatura brasileira em seu tempo, tendo também publicado diversos livros em prosa.
Uma curiosidade: em 1919 foi expulso do Colégio Anchieta de Nova Friburgo - R.J por "insubordinação mental", mesmo depois de ter sido obrigado a retratar-se.

A GENTE COMPLICA MUITO A VIDA...
MAS, QUASE SWMPRE A VIDA É SIMPLES, COMO A POESIA A SEGUIR:
Esta poesia, na época (1928), foi um dos maiores escândalos do Brasil...

NO MEIO DO CAMINHO

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

JOSÉ

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
Você que faz versos,
que ama, protesta?
e agora, José?

Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?

E agora, José?
sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio, - e agora?

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?

Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse,
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você cansasse,
se você morresse....
Mas você não morre,
você é duro, José!

Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja do galope,
você marcha, José!
José, para onde?

A UM AUSENTE (Carlos Drummond de Andrade)

powered by


Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.

Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?

Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.

Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.

( Carlos Drummond de Andrade )

sábado, 23 de outubro de 2010

Ah! Os relógios! - Mário Quintana

Ah! Os relógios Amigos, não consultem os relógios
quando um dia eu me for de vossas vidas
em seus fúteis problemas tão perdidas
que até parecem mais uns necrológios...

Porque o tempo é uma invenção da morte:
não o conhece a vida - a verdadeira -
em que basta um momento de poesia
para nos dar a eternidade inteira.

Inteira, sim, porque essa vida eterna
somente por si mesma é dividida:
não cabe, a cada qual, uma porção.

E os Anjos entreolham-se espantados
quando alguém - ao voltar a si da vida -
acaso lhes indaga que horas são...

( Mário Quintana )

http://www.vitalves.com/2010/10/ah-os-relogios-mario-quintana.html

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Um dia diferente

Enfrentar uma cirurgia, por mais simples que seja,
é sempre um acontecimento estressante; e quando algum
procedimento errôneo acontece, pior ainda.
Após enfrentar um trânsito caótico e chegar ao hospital
atrazadas, percebemos que deixamos em casa o envelope
com a autorização da Unimed. A cabeça a mil, deu logo vontade de chorar, pois
tudo poderia ser alterado, só Deus sabe até que ponto;
pelo menos foi o que pensamos, devido ao atendimento
equivocado de uma funcionária que, programada pela rotina do trabalho,
agravou a nossa preocupação.
Após a pressão subir, algumas lágrimas presas nos olhos, sentimentos de culpa,
encontramos as pessoas certas dispostas a nos tranquilizar
e afastar a preocupação de não precisar atrazar ou suspender
a cirurgia.
Só depois, caimos na real de que nestes momentos, o otimismo,
a calma, são importantes e rezar também; pois a nossa tendência
é exagerar nos sentimentos e nas ações nos momentos de crise e acreditar que tudo está perdido.
P.S.: a paciente é uma pessoa muito especial: minha filha.
Tchau!!...
Maceió, l5 de outubro de 2010

sábado, 2 de outubro de 2010

Maria, Mãe de Jesus 2







"DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO NOS REFUGIAMOS, Ò SANTA MÃE DE DEUS!"

(primeira oração: encontrada no Ano 200, nos papiros do Egito)

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A Outra Vida - (Iduarth)


Quando em vida, você foi o que não era
e o que era , insistiu não revelar
tudo era o que se pode desejar.
Longa e sofrida foi a singular espera
de um milagre glorioso acontecer
para todos que lhe amavam, para mim, para você

E bem depois da espera sem limites
não mais ficou oculto o que era em vida
pois da espera muito longa e sofrida
e da vida atribulada, você enfim desiste.
E da outra vida, tudo vem se revelar
e o que antes era oculto hoje é luz a cintilar ...

Iduarth, l3 de agosto de 2010

domingo, 11 de julho de 2010

O MEU LIVRO PREFERIDO

Quando o conhecí, era ainda muito jovem. Comecei por curiosidade incentivada pelos adultos mas também pela ância de ter respostas para muitas indagações sobre a existência, sobre as causas e efeitos, sobre Deus. A medida que avançava na leitura, as dúvidas me apareciam e as vezes a descrença.
Deixei pra lá muitas vezes: não queria mais ler, porque me confundia...

Mas, nunca desistí de procurá-lo; sempre voltei para Êle, nos momentos de sofrimento, decepção, revolta e principalmente nos momentos de pouca fé, angustia e tristeza, em busca de uma palavra de conforto ou de uma explicação. NÂO TINHA OUTRO LUGAR PRA IR.
Pois é esse livro mesmo de que falo: A BIBLIA.

Tudo, todas as explicações que procuro nos outros livros, o que há de mais importante, eu encontro lá: e olha, que já tive a oportunidade de ler muitos livros. Aprendí a ver a simplicidade de suas palavras e a profundidade do seu conteúdo; foi e ainda é, realmente. um longo aprendizado.

A Bíblia sempre me dá explicações para tudo. Se quero a Verdade, é lá mesmo que a encontro.

Comecei a firmar a minha crença, quando ainda jovem e num momento de busca deixei o Livro pra lá, quase aborrecida. Dias depois, algo me aconteceu e fiquei indagando de mim mesma o porquê da minha "tragédia". Antes mesmo de pensar no Livro, algo aconteceu na minha mente: "aquela passagem do Evangelho que você não entendeu, refere-se a momentos como este, que você está vivendo agora".

Foi aí que entendí tudo. Daquele dia em diante, passei a não mais duvidar. E sempre que leio a Bíblia e não compreendo na hora, passo adiante na minha leitura, confiante de que, no momento oportuno vou ter a resposta que preciso.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Nosso Diálogo - Iduarth




Quando saíamos de mãos dadas
não dizíamos nada
mas, as nossas mãos dialogavam...
e quando distante ficávamos
e quando depois nos encontrávamos
as nossas mãos se davam
e aquele diálogo continuava
como se, tivesse interrompido
naquele mesmo instante...
 as tuas mãos não me enganavam
mas... o mal que havia em tí
era maior do que o amor
que as tuas mãos me davam...

Iduarth

terça-feira, 1 de junho de 2010

QUERO SENTIR


Em um momento de deserto na alma, há muitos anos, fiz esta poesia: Foi publicada no Jornal de Alagoas em mil novecentos e... (tenho o recorte em algum lugar)

quero sentir
a beleza da rosa que o poeta canta
e o brilho da estrela
que à noite encanta
a alegria que está
no olhar de uma criança
e a vontade de viver
quando se tem esperança

.

Quero sentir
a alegria da canção
que canta o passarinho
e a tristeza infinita
da falta de carinho
a grandeza do universo
na pequenina semente
e o limite da dor
quando a paz está presente

Quero sentir
O amor celestial
que somente oferece
e a presença de Deus
ao murmurar uma prece
a alegria de dar
sem esperar recompensa
e a paz do paraíso
sem a tua indiferença...

terça-feira, 18 de maio de 2010

Poema de você - ( Iduarth )


Estou perdido dentro de mim mesmo
Eu preciso encontrar-me
Eu preciso de achar-me
nas trevas da minha noite
É preciso que me olhe no espelho
e me veja de todos os ângulos
para sentir a minha dimensão

E quando eu me encontrar
quero segurar comigo:

A CORAGEM e a HUMILDADE

para ser o que sou
dizer o que sei
para sofrer o que for
e atirar-me na vida
sem medo de amar.
Para sentir que sinto
saber e escolher
perdoar e aceitar
dividir e me alegrar
sem me entregar à euforia.

Quando eu me encontrar
teremos tanta afinidade
que ninguem vai entender
tanta síntese numa só pessoa...
 .
(síntese de mim, comigo mesmo)

sábado, 1 de maio de 2010

MUDANÇA INTERIOR

"Agradecer a Deus todas as coisas,
 aceitando a mim mesmo 
e aceitando a vida como ela é, 
foram os passos mais importante 
para minha mudança interior."
Pois num coração aberto
e fortalecido pela fé
 a Luz da Verdade e do Amor
se revela sem mistérios 
para o nosso crescimento espiritual

quarta-feira, 31 de março de 2010

Aulão na Academia

Foi um sábado muito legal!
Gente muito alegre e bonita.
Tivemos café da manhã; depois, alongamento, dança, malhação...
A confraternização tornou os exercícios
mais agradáveis e proveitosos.
Fiz alongamento, musculação e dança.

Até o próximo !

05 Fotos academia





segunda-feira, 29 de março de 2010

Meditando as palavras!

"Mais importante do que ter uma crença, é ter uma conduta do bem."
- xx -
...Olhar para a dor e dizer:
Ensina-me sobre mim, para que eu possa crescer. (Elizabeth Lesser)
- xx -
"Somos aquilo que pensamos; portanto precisamos decidir seriamente o que pensar" (Coco Chanel)
- xx -
Meu filho, o ouvido de fora, não tem nada a ver com o ouvido de dentro. (Heitor V.Lobos)
- xx -
"Deus é Amor.
Procuremos ver Deus continuamente trabalhando em todas as coisas e a nosso favor."
- xx -
"Você não vai beneficiar ninguem, fingindo ser menos do que é."
Ou vice-versa...rsrs
- xx-

"Concedei-me serenidade para aceitar aquilo que não posso mudar; coragem para mudar o que posso e sabedoria para diferenciar um do outro"

TUDO VERDADE !!

quarta-feira, 24 de março de 2010

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Saindo da rotina

Ficar na rotina é um dos estágios mais curtos para se chegar à depressão; a mesmice não tem vez comigo. Por isso recomecei as aulas de teclado e teoria musical; também estou fazendo dança de salão.

A vida tem muitas coisas atraentes pra gente curtir e se desligar um pouco dos problemas, tornando mais suportável abrir os olhos pela manhã e  por os pés no chão ao sair da cama com esperança de viver um dia melhor: não é fuga da realidade, pois enterrar a cabeça na areia pra não ver a tempestade é outra coisa.

...................................................

O mal existe sob todas as formas e informações não faltam para nos manter atualizados sobre as desgraças da humanidade; para viver essa vida por mais algum tempo e torná-la mais suportável, temos as alternativas; entre elas ocupar o corpo e o espírito com atividades saudáveis e gratificantes; afinal não estamos aqui por acaso e também não estamos aqui para salvar a humanidade: somos participantes dela.

É bom lembrar as palavras de Jesus, - Amai-vos uns aos outros - e também a parábola do bom samaritano; ter compaixão do próximo e serví-lo nas dificuldades sempre que formos solicitados pelas circunstâncias.

Enfim, fazer a nossa parte, é uma atitude correta para amenizar os sofrimentos da vida e contribuir para tornar êste mundo mais feliz.

Uau! Comecei falando sobre a rotina da vida e terminei com a parábola do bom samaritano!... hahahahahahaha

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Momentos de hoje

  1. Na folia do Carnaval, todas as pessoas eram bonitas
    porque a alegria que emanava de cada um ia contagiando
    a todos; os sorrisos, o brilho nos olhos e os movimentos graciosos
    eram energias de felicidade, desfazendo como por encanto, as feiuras
    que os nossos olhos insistiam pouco antes, em registrar.




Quatro momentos
do carnaval
que apenas começou...

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Momentos de Hoje

Pois é, inesperadamente deu um branco. Tudo porque é emocionante fazer parte dos avanços da comunicação e da tecnologia. Dispor de todos esses recursos
para registrar fatos, sentimentos, o que pensamos, o que fazemos; a sensação de liberdade é incrivelmente sedutora; e estou aqui neste universo
para viver um momento especial da vida igual ás outras pessoas.

CARNAVAL

De repente me perdí das pessoas que estavam comigo, e fiquei só na multidão.
Solidão que nada! Todos sorriam; ora dançavam, ora brincavam, ora se olhavam em clima de cumplicidade e seguiam em frente, ao som do trio elétrico; descontração total.
É como se fossemos um só, todos iguais, em harmonia com o universo.
Já em casa, um banho muito especial e depois uma simples e improvisada refeição, sempre acompanhada pela energia dos sorrisos, das danças e da alegria dessa multidão com a qual
me envolví por alguns momentos...

IreneDuarte Iduarth







]